Author: Helena Maria da Mota Lopes

Supervisor: Ana Gonçalves de Matos

Nature of the Study: Doctoral Thesis in Languages, Literatures and Cultures, Specialization in Didactics of Foreign Languages

Institution: Universidade NOVA de Lisboa

Ano: 2020

Disponível em: https://run.unl.pt/handle/10362/100500

Abstract

Considering the European concerns over issues of citizenship education, it becomes more and more important to deal with these matters in the national curricula. Therefore, it is expected that language education becomes involved in the shaping of critical and socially aware citizens.

In this study, we approach citizenship within the Portuguese education system and how it can be integrated in a foreign language classroom, specifically of English as a Foreign Language.

This research explores values, attitudes and behaviours as part of the English syllabus for the 3rd cycle of the basic education system, particularly addressing the framework for global citizenship education and how it is reproduced in national curricula. It puts forward three picture books as reading suggestions that offer opportunities to promote citizenship education through book discussions and writing tasks that encourage criticality and creativity.

This work is based on the assumption that picture books are suitable not only for children or young learners, up to 11 years old, but also for other audiences, such as young teenagers. The case study includes examples of work done by teenage language learners reading picture books and discussing citizenship issues.

To sum up, we hope to contribute to bringing the literary text back into the classroom, redirecting the purpose of reading for pleasure to reading for pleasure and reading to discuss and learn about citizenship. We believe it is in the connection of language learning through picture books and citizenship education that resides the added significance and relevance of this research, targeted at young teenagers.

Keywords: Citizenship Education; Language Education; English as a Foreign Language; Reading; Picture Books; Young Teenagers; ELT.

Resumo

A educação para a cidadania é cada vez mais uma preocupação dos decisores europeus e nacionais, o que justifica a sua inserção nos currículos das escolas. Deste modo, o ensino de línguas deve envolver-se igualmente na formação de cidadãos críticos e socialmente conscientes.

Assim, o presente estudo incide sobre a educação para a cidadania no sistema educativo português, analisando-se a forma como a mesma pode integrar-se na sala de aula, em especial, no ensino de Inglês como língua estrangeira.

Esta investigação aborda valores, atitudes e comportamentos como parte integrante do programa de Inglês para o 3º ciclo do ensino básico, focando-se, em particular, na educação para a cidadania global e na forma como a mesma é reproduzida no currículo nacional. Apresentam-se três propostas de didatização de álbuns narrativos (picture books) como oportunidades para promover a educação para a cidadania através do diálogo e de tarefas de escrita que incentivam a criatividade.

Este trabalho parte do pressuposto de que os álbuns narrativos são adequados não apenas para crianças, mas também para outros públicos, como jovens adolescentes. O estudo de caso aqui apresentado inclui exemplos de trabalhos de jovens adolescentes, aprendentes de Inglês como língua estrangeira, resultantes das leituras feitas e do diálogo sobre questões de cidadania.

Esta tese contribui para trazer de volta o texto literário para a sala de aula, redirecionando o propósito de “ler por prazer” para “ler por prazer e para discutir cidadania”. Nesta ligação entre a aprendizagem das línguas e a educação para a cidadania reside a importância e a relevância deste estudo, centrado em jovens adolescentes.

Palavras-chave: Educação para a Cidadania; Educação para as Línguas; Inglês como Língua Estrangeira; Leitura Extensiva; Álbum Narrativo; Jovens Adolescentes; Ensino de LE.

ARQUIVOS

Compartilhe nas suas redes