HomeRevistaPublicações RecentesMateriais Lúdico-Pedagógicos sobre Desenvolvimento Local

 

 

Apresentação

Os materiais lúdico-pedagógicos sobre Desenvolvimento Local foramdesenvolvidos pela ANIMAR – Associação Portuguesa para o Desenvolvimento Local, no âmbito do projeto ‘Capacitar para Agir em Rede II’, financiado ao abrigo do PO ISE – Programa Operacional Inclusão Social e Emprego, com prazo de execução de 2017 a 2020. 

Estes materiais lúdico-pedagógicos são compostos por um livro, uma agenda e por 4 jogos de tabuleiro e pretendem abordar, de forma criativa e apelativa, princípios associados ao Desenvolvimento Local junto de públicos-alvo que a ANIMAR considera fulcral sensibilizar: crianças e responsáveis educativos. 

Do Livro Infantil ‘Aprender a Animar’, também disponível numa app em audiobook, fazem parte 6 histórias escritas por associados da Rede ANIMAR que, através de vários enredos, focam princípios integradores do Desenvolvimento Local, tais como cidadania ativa e participativa, solidariedade, cooperação, inclusão, equidade, trabalho em rede, entre outros. 

A Agenda Animar pelo Desenvolvimento Localpretende ser um instrumento didático que assinala datas com relevo para o Desenvolvimento Local. Os meses são temáticos e inspiram à reflexão, aprendizagem e criatividade, dando destaque a personalidades que se evidenciam ou evidenciaram em determinadas áreas referenciando, também, os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.

Os 4 jogos de tabuleiro, que na forma se assemelham ao tradicional Jogo da Glória, versam sobre os temas ‘Solidariedade e Partilha’, ‘Interculturalidade, Diversidade e Inclusão’, ‘Cultura, Património e Ambiente’ e ‘Desenvolvimento Local’ e permitem, de modo divertido e criativo, aprender e refletir sobre os mesmos através de vários desafios. 

Estes materiais lúdico-pedagógicos pretendem, por um lado, difundir junto de crianças, dos 8 aos 12 anos, mensagens relacionadas com a cidadania ativa, a igualdade, a colaboração, o trabalho em equipa, a cultura e património locais, o ambiente, contribuindo para a construção e desenvolvimento de espírito crítico individual e coletivo sobre estas temáticas. Por outro lado, também é propósito disponibilizar recursos a agentes educativos que permitam que, em contexto de educação formal, por exemplo, enquadrada na área curricular de Cidadania e Desenvolvimento, mas também noutros espaços mobilizadores de crianças de educação não formal, como ATL´s, campos de férias, escuteiros, etc., aquelas temáticas sejam trabalhadas de forma divertida e sistemática para que os resultados sejam mais efetivos. No final, é intuito que um conceito tão abstrato como é o de Desenvolvimento Local, seja mais facilmente percebido por crianças e que estas sejam potenciais transmissoras do seu significado e princípios.

Estes recursos foram concebidos de modo a existir articulação entre si, no entanto, podem ser utilizados separadamente de acordo com as especificidades do contexto no qual forem aplicados.