HomeRevistaResumos de TesesA Educação para o Desenvolvimento na leitura: uma abordagem no 1º ciclo do ensino básico

A Educação para o Desenvolvimento na leitura: uma abordagem no 1º ciclo do ensino básico

 

Título da dissertação: A Educação para o Desenvolvimento na leitura: uma abordagem no 1º ciclo do ensino básico

Autor/a: Tânia Marisa Vieira Barbosa Pinto Passos

Natureza do estudo: Dissertação de Mestrado 

Instituição: Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Viana do Castelo

Ano: 2018

Disponível em: http://repositorio.ipvc.pt/handle/20.500.11960/1995

 

Resumo

A vivência dos alunos num mundo cada vez mais plural e em mudança contínua pressupõe aceitar a globalização e educar para o desenvolvimento e a cidadania global. Formar os jovens para combater as injustiças sociais, para o respeito pelos direitos humanos e para a convivência pacífica e solidariedade entre todos os povos é um imperativo da escola de hoje. Este desígnio entende-se como transversal a todo o currículo e parte constitutiva da ação didática. No mesmo sentido aponta a Estratégia Nacional de Educação para o Desenvolvimento (ENED), estabelecida pelo Despacho do Ministério da Educação e pelo Ministério dos Negócios Estrageiros nº 25931/2009, que apresenta como indicador foco a promoção da cidadania global através de processos de aprendizagem. Situado nesta linha estratégica, o Referencial de Educação para o Desenvolvimento, elaborado pelo Ministério da Educação e aprovado em agosto de 2016, orienta a forma como os educadores e professores poderão incluir, na sua intervenção pedagógica, a Educação para o Desenvolvimento (ED). Recomenda, para o 1.º ciclo do ensino básico, a perspetiva transversal, em contexto de ensino e de aprendizagem de qualquer disciplina. No âmbito da disciplina de Português, a compreensão e expressão oral, a leitura e a escrita – e, neste âmbito, a análise e produção de textos e o necessário desenvolvimento lexical – são parte estruturante da aprendizagem da língua.  Por isso, trabalhar pedagógica e didaticamente estas dimensões através da abordagem de temas como a pobreza e as desigualdades, a justiça social, a paz, entre outros, que viabilizem reflexões acompanhadas e promotoras do desenvolvimento crítico dos alunos, possibilita a operacionalização de um trabalho de ED. Nesta dissertação, apresentamos um estudo de intervenção pedagógica cujo objetivo foi promover o desenvolvimento da compreensão da leitura sob olhar reflexivo das questões da Educação para o Desenvolvimento e Cidadania Global. A pesquisa foi realizada no âmbito da Unidade Curricular de Prática de Ensino Supervisionada, numa turma do 3.º ano do 1.º ciclo do Ensino Básico. As atividades propostas e os tipos de texto abordados estimularam os alunos e desenvolveram neles o sentido crítico e a capacidade inferencial, interpretando para além do que está escrito no texto e percebendo o valor apelativo e perlocutivo das palavras. Assim, identificaram práticas promotoras de justiça social e dos Direitos das Crianças, e usaram a linguagem para encontrar formas de participar e agir na formação da cidadania global.

Palavras-chave: Educação para o Desenvolvimento; Integração de Conteúdos; Leitura.

 

Abstract

The students’ experience, in a world increasingly plural and in continuously changing, presupposes accepting globalization and educating for development and global citizenship. Educating young people to fight social injustice, to respect human rights and peaceful coexistence and solidarity among all peoples is an imperative of today's school. This purpose is understood as transversal to the whole curriculum and it is part of the pedagogical intervention. In the same line of thought, the National Strategy for Development Education (ENED), established by the Ministry of Education and the Ministry of Foreign Affairs, focuses on the promotion of global citizenship through learning processes. Following this strategic line, the Development Education Guidelines, prepared by the Ministry of Education and approved in August 2016, suggests how educators and teachers can include Development Education (DE) in their pedagogical intervention. It recommends, for the 1st cycle of basic education, a crosscutting perspective, in the context of teaching and learning of any subject. In the scope of the Language-Portuguese subject, comprehension and oral expression, reading and writing - and, in this context, the analysis and production of texts and the necessary lexical development - are a structuring part of language learning. Therefore, a pedagogical intervention on these dimensions through the approach of themes such as poverty and inequalities, social justice, peace, among others, allows children to have deep reflections and promotes the critical development of students and helps DE work. In this dissertation, we present a study of pedagogical intervention whose objective was to promote the development of reading comprehension under a reflexive look at the issues of Development Education and Global Citizenship. The research was carried out within the scope of the course “Supervised Teaching Practice”, in a class of the 3rd year of the 1st cycle of Basic Education. The proposed activities and the types of text addressed stimulated the students and developed in them critical thinking and the inferential capacity, interpreting beyond what is written in the text and perceiving the appealing and perlocutive value of the words. They identified practices that promote social justice and children's rights and used language to find ways to participate and act in the formation of global citizenship.

Keywords: Development Education; Content Integration; Reading; Curriculum; Rights.